a dignidade da diferença
09 de Maio de 2010

 

Amanhã, 10 de Maio (segunda-feira), é colocado à venda High Violet, o último e aguardado disco da banda indie norte-americana The National.

Depois da intensidade eléctrica do magnífico Alligator (2005) e do sublime Boxer (o mais belo e poético álbum de 2007), os National estão de regresso. Por aquilo que me foi dado ouvir, e segundo rezam as crónicas, o novo álbum combina na perfeição a matriz eléctrica de Alligator com a poesia de Boxer, acrescentando uma superior estrutura orquestral que, contrariando quem pensava já não ser possível, transforma High Violet numa obra ainda mais madura do que as anteriores e com um requinte instrumental absolutamente dorido e avassalador.

Fica a pergunta: Disco do ano?

 

 

Vanderlylle Crybaby Geeks

 

Próximo post: Cossacos de Lev Tolstói

publicado por adignidadedadiferenca às 00:56 link do post
11 de Maio de 2008

O dia em que devia ser declarado feriado «National»

 

 

Tenho muita pena de não poder assistir ao concerto que os «The National» vão dar hoje à noite na Aula Magna. Mas, tenho a certeza, para os afortunados que lá vão estar, o concerto irá funcionar como um verdadeiro ritual e uma celebração única, numa noite iluminada de música, aforismos e poesia dos inesquecíveis «Alligator» e «Boxer».

 

 

 

 

«You know I dreamed about you

for twenty nine years before I saw you»

 

 

publicado por adignidadedadiferenca às 20:59 link do post
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Que bom é procurar sempre. ...
É falso que o fenómeno tenha ocorrido no preciso m...
Acho que você é quem deveria pensar pela sua cabeç...
Experimente ler "Fátima, Milagre ou Construção?, u...
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
blogs SAPO