a dignidade da diferença
02 de Novembro de 2009

 

Gravação ao vivo de uma actuação magnífica de Tim Buckley, na altura ainda razoavelmente desconhecido, perante uma assistência de 35 pessoas e pouco tempo antes de publicar o esplêndido Goodbye and Hello.

Eis, então, uma óptima oportunidade para escutar a mais sublime voz que atravessou a passagem da década de sessenta para a de setenta do século XX, aqui, apenas com o acompanhamento da guitarra, voando livre e majestosamente sobre nós, pobres mortais.

Música vibrante e inesquecível e uma interpretação em assombroso estado de alucinação.

Directamente para a lista dos imprescindíveis do ano.

 

"Song for Jainie"

 

publicado por adignidadedadiferenca às 00:40 link do post
Este seu blogue é Blogue da Semana aqui:
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/1139179.html

Abraço.
João Carvalho a 2 de Novembro de 2009 às 10:33
Já tinha reparado. Agradeço aos membros (se é que lhes posso chamar assim) do "Delito de Opinião" e, sobretudo, à Ana Sofia Couto que, por acaso, tem um blogue muito mais merecedor de elogios do que o meu. Obrigado e um abraço.
"Magnífica ... esplêndido ... óptima ... sublime ... majestosamente ... vibrante ... inesquecível ... assombroso ... imprescindíveis"
Caro Rui Gonçalves, eu sei que o entusiasmo é grande, mas, e não me leve a mal, não são demasiados adjectivos (enfim, e o advérbio majestosamente) para quatro frases ? Cordialmente, Nuno Santos


Nuno Santos a 3 de Novembro de 2009 às 23:10
Claro que não levo a mal. Será, até, o paradigma do comentário hiperbólico. Mas o disco é mesmo muito bom. Saudações cordiais.
Enfio-me no "Once I Was" e no "Phantasmagoria In Two e eis-me chegado ao meu hello and goodbye. Não é que me desgostem as restantes canções, especialmente, o épico "Goodby and Hello", mas, na minha opinião, aquelas duas canções são superlativas no estado emocional de as viver. Verdadeiramente triste é o esquecimento que se devota a Tim Bukley no mundo da música popular. Feliz a ideia a de o recordar.

Oeiras, 04/11/2009 - Jorge Brasil Mesquita

www.comboiodotempo.blogspot.com
jorge brasil mesquita a 4 de Novembro de 2009 às 14:38
«Verdadeiramente triste é o esquecimento que se devota a Tim Bukley no mundo da música popular»
É verdade, mas no mundo imperfeito em que vivemos isso acontece com muitos outros. E a música de Tim Buckley não foi feita para o gosto comum. Dou-me por satisfeito se houver uma legião de seguidores que não o deixem cair no esquecimento, como parece ser o nosso caso. Um abraço. P.S. Muito interessante o «Comboio do Tempo».
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Boa tarde,Sabe como posso contactar o autor deste ...
Boa tarde,Sabe como posso contactar o autor deste ...
Boa tarde,Sabe como posso contactar o autor deste ...
Boa noite,Ainda tem o DVD do documentário Tristeza...
Boa tarde,Sabe como posso contactar o autor deste ...
Boa tarde,Sabe como posso contactar o autor deste ...
Boa tarde,Sabe como posso contactar o autor deste ...
Boa tarde,Sabe como posso contactar o autor deste ...
Boa tarde,Confirmo o meu interesse no DVD Tristeza...
Boa tarde,Ainda tem o DVD do documentário Tristeza...
Caro Rui Gonçalves,Venho por este meio solicitar q...
Bom dia,Confirmo o meu interesse no DVD Tristeza e...
blogs SAPO