a dignidade da diferença
14 de Junho de 2008

The Living road (2003) - Lhasa

 

Ainda a propósito do tropicalismo, voltei a lembrar-me de Lhasa como exemplo da óptima música que se faz actualmente alimentando-se do multiculturalismo.

Após um álbum de estreia tendencialmente mais tradicional, moldado à base de rancheras, mariachis, pedaços esquecidos de música cigana, judaica e da canção francesa, que nos traz à memória, sobretudo, a voz de Chavela Vargas, mas também os fantasmas de Piaf e de Brel, Lhasa deu um salto em frente com a publicação de «The living road», o seu segundo disco.

Mantendo tudo o que de bom já existia na estreia, a voz torna-se mais quente e dramática, percorrendo as tonalidades sombrias da PJ Harvey do esplendoroso «To bring you my love» e da Nico mais espectral. As músicas cantadas em várias línguas são enriquecidas por arranjos mais conseguidos, elaborados e com uma maior densidade, que, utilizando cores mais diversificadas (mas nunca muito alegres) contrastam, numa primeira impressão, entre si, mas conseguem, afinal, de forma absolutamente magistral, combinar - quase na perfeição - luz e sombra, amargura e esperança, amor e ódio.

 

Por aqui passa, como se disse, não só um leque mais alargado de referências, como a essencial lição aprendida com Tom Waits: dando aos trompetes, clarinetes, vibrafones, theremins e secção de cordas o uso que daria caso fossem peças amolgadas e esquecidas numa velha oficina abandonada. Um conjunto de melodias inesquecíveis e a utilização adequada da voz como veículo de expressão, fazem o resto. Um disco pertencente à linhagem dos clássicos e que merece ser ouvido nos quatro cantos do mundo.

 

 

 

publicado por adignidadedadiferenca às 00:49 link do post

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
16
20
22
23
26
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Que bom é procurar sempre. ...
É falso que o fenómeno tenha ocorrido no preciso m...
Acho que você é quem deveria pensar pela sua cabeç...
Experimente ler "Fátima, Milagre ou Construção?, u...
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
blogs SAPO