a dignidade da diferença
02 de Março de 2011

 

Eis o que Malcolm Gladwell - intelectual, jornalista do Washington Post e autor de O Que o Cão Viu (compilação de artigos escritos na revista New Yorker), Blink (onde o autor identifica diversas situações demonstrativas de que o poder intuitivo possui um valor superior ao da análise racional, laboratorial), A Chave do Sucesso (estudo das razões que determinaram alterações repentinas e inesperadas na sociedade) e Outliers (o autor defende que o sucesso e o talento não acontecem por acaso, pelo contrário, dependem de muitas horas de prática; o sucesso não é fácil) - respondeu na entrevista que deu ao semanário Expresso: «Não estou certo que os acontecimentos nesses países (Egipto e Tunísia) nos tenham mostrado uma realidade diferente. É óbvio que os activistas usaram as ferramentas das redes sociais para ajudar a organizar os protestos. Os activistas sempre usaram as ferramentas de comunicação que tinham à sua disposição para planear as actividades. Mas apesar disso, não é seguro que as redes sociais tenham sido cruciais nos protestos. Penso que os entusiastas das redes sociais têm uma clara falta de perspectiva histórica. Há milhares de anos que assistimos a protestos desta natureza. Para me convencerem do papel das redes sociais, teriam de me provar que estes acontecimentos não tinham sido possíveis sem o Facebook ou o Twitter. Na Alemanha de Leste, em 1989, os protestos abalaram a União Soviética e muito poucos tinham telefone. Isso não é suficiente para demonstrar que a tecnologia de informação existente não é o factor crucial para o sucesso de uma revolta?»

Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
17
18
20
21
22
23
25
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Que bom é procurar sempre. ...
É falso que o fenómeno tenha ocorrido no preciso m...
Acho que você é quem deveria pensar pela sua cabeç...
Experimente ler "Fátima, Milagre ou Construção?, u...
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
blogs SAPO