a dignidade da diferença
25 de Janeiro de 2011

A ministra do Trabalho, Helena André, propôs esta tarde aos parceiros sociais que as indemnizações pagas aos trabalhadores em caso de despedimento passem a ter por base 20 dias de salários por cada ano de empresa, ao invés dos 30 que são agora praticados. Helena André citou o regime espanhol, em que também há um limite máximo de 12 meses, sendo que estas medidas só farão efeito em contratos a partir do momento em que entrarem em funcionamento, não tendo efeito nos contratos em vigor. Actualmente, os trabalhadores envolvidos em despedimentos colectivos têm direito a uma indemnização de um mês de salário-base por cada ano ao serviço sem limite máximo. Este novo regime pretende, assim, reduzir o valor a pagar a trabalhadores despedidos.” 

 

 

A notícia que acabaram de ler - retirada da edição on-line do jornal A Bola – merece curtos mas incisivos comentários, como o facto de o nosso Governo nem sequer ter coragem para assumir a medida laboral como sua; logo haviam de invocar o regime espanhol sobre a mesma matéria (como se aquele fosse comprovadamente um bom exemplo a seguir por alguém…). Dado que não alcançamos facilmente o rumo positivo a que a medida nos conduzirá – enfim, escapará aos nossos governantes, no mínimo, o verdadeiro sentido de oportunidade -, é, para já, apenas caso para afirmar: “neste país nem os filhos da p… são originais!

publicado por adignidadedadiferenca às 19:32 link do post
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
15
16
17
18
20
21
24
26
27
28
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É falso que o fenómeno tenha ocorrido no preciso m...
Acho que você é quem deveria pensar pela sua cabeç...
Experimente ler "Fátima, Milagre ou Construção?, u...
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
blogs SAPO