a dignidade da diferença
24 de Março de 2011

 

 

Negociou o novo pacote de medidas restritivas sem dar cavaco a ninguém. Desconsiderou o Presidente da República, a oposição e os parceiros sociais. Para o nosso Primeiro-Ministro os outros deixaram de contar. E ainda tem a «lata» de dizer que a crise política era evitável e faltou diálogo?! Como é evidente, perdeu há muito a legitimidade política para governar. Arrogante, incompetente, desconhecedor profundo da importância fundamental da nossa Constituição, tem uma noção de serviço público abusiva e, para agravar, ainda é, segundo parece, aldrabão. Em suma, o típico patrocinador de medidas superficiais, o fura-vidas que adoptou a lei do desenrascanço como paradigma da governação. O país agradece a sua demissão. José Sócrates não deixa quaisquer saudades…

publicado por adignidadedadiferenca às 01:04 link do post
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
17
18
20
21
22
23
25
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É falso que o fenómeno tenha ocorrido no preciso m...
Acho que você é quem deveria pensar pela sua cabeç...
Experimente ler "Fátima, Milagre ou Construção?, u...
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
blogs SAPO