a dignidade da diferença
12 de Novembro de 2010

 

 

André Téchiné narra, nesta obra belíssima, a história de quatro jovens amigos, Maïté, François, Serge e Henri, que passam a sua juventude numa bela vila situada algures no sudoeste francês, ocupados com muitos assuntos que ultrapassam as suas preocupações com o fim do liceu, como é o caso, entre outros, da política, da metafísica, da solidão, do sabor amargo e doce das paixões e das desilusões amorosas ou do significado profundo da amizade.

Se quase tudo é sublime neste filme, como esquecer a espessura dos diálogos torrenciais, as vibrações das paixões políticas e das paixões amorosas, a dor e a solidão magnificamente retratadas, o olhar avassaladoramente nostálgico e crepuscular do cineasta, o brilho e o cheiro dos juncos silvestres, ou a inesquecível fantasia de uma amizade cheia de cumplicidades entre Maïté e François; contributos essenciais para a génese desta esplêndida aventura em que participam os quatro amigos, notavelmente interpretados por quatro jovens actores. Pois bem, um dos filmes da minha vida teve recentemente edição nacional em DVD.

 

publicado por adignidadedadiferenca às 02:14 link do post

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
15
16
17
18
19
22
23
26
27
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É falso que o fenómeno tenha ocorrido no preciso m...
Acho que você é quem deveria pensar pela sua cabeç...
Experimente ler "Fátima, Milagre ou Construção?, u...
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
blogs SAPO