a dignidade da diferença
22 de Abril de 2009

 

 

E regresso, uma vez mais, à nova série que criei há dias: «o cancioneiro popular americano». Hoje venho deixar umas breves notas sobre o lendário Charlie Patton, autor e intérprete essencial da primeira metade do século XX e um dos maiores responsáveis pela fusão da música folk da época com o blues.

Se é verdade que fez as suas primeiras gravações numa idade já avançada (depois dos 40 anos), tal facto acabou por funcionar a seu favor; o legado que nos deixou revela, por essa razão, uma maturidade musical e estética impressionante que não só influenciou outros criadores fundamentais – assim, de jorro, posso citar Son House, Muddy Waters, Howlin’Wolf e o genial Robert Johnson – que se tornaram o reflexo do seu talento emocional e magoado, como serviu para fazer o uso adequado de uma voz rude mas bastante expressiva que acompanha a urgência que se faz sentir em cada nota que sai das cordas da sua guitarra.

Um músico enorme e absolutamente notável que deixou a sua assinatura nos momentos mais marcantes da história do blues do Delta.

 

Discografia essencial: King of the Delta Blues (de lamentar apenas a má qualidade da gravação).

 

Revenue man blues

publicado por adignidadedadiferenca às 21:17 link do post
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É falso que o fenómeno tenha ocorrido no preciso m...
Acho que você é quem deveria pensar pela sua cabeç...
Experimente ler "Fátima, Milagre ou Construção?, u...
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
blogs SAPO