a dignidade da diferença
22 de Setembro de 2014

 

 

O programa «Prós e Contras» desta noite, sobre a reforma do mapa judiciário, veio confirmar, uma vez mais, aquilo que há muito tempo se passa nos debates públicos a partir de determinado momento da discussão. Começando num tom pausado e em ritmo de cruzeiro, a discussão torna-se, com a evolução do debate, quase ensurdecedora. Se, no início, é possível escutar os convidados, um pouco mais adiante já não conseguimos ouvir ninguém. Claro que a mediação da apresentadora Fátima Campos Ferreira não ajudou a elevar o nível da contenda: as suas desnecessárias e incontinentes intervenções, interrompendo constantemente o raciocínio dos intervenientes – governantes, advogados, funcionários judiciais, sindicalistas, procuradores e simples cidadãos -, conduziram o programa a um lamentável estado de decomposição. Cada pessoa começou a falar isoladamente ao mesmo tempo que as outras; amiúde, alguns esganiçam-se diante dos outros. Já não importa ser escutado e compreendido. A assistência cede perante os argumentos de quem eleva o tom de voz, fala em último lugar e não se preocupa sequer com a opinião dos restantes interlocutores. Com raras e meritórias excepções, o que sobressai nos sucessivos «Prós e Contras» é a incapacidade de falarmos com o outro, de o escutar, e isso, como avisou acertadamente José Gil, tem consequências no pensamento e conduz à falta de atenção e de concentração. A dispersão das palavras, por sua vez, impede a análise. Por isso, citando novamente José Gil: «pensamos tão pouco, e de forma rotineira, geral e superficial.»

Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
30
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
Pelo tema, enquadra-se nela sem grande esforço...
Fausto n e da tetralogia. Mas dolce. Q trata do du...
Parece-me uma boa escolha. O som é bom e a qualida...
blogs SAPO