a dignidade da diferença
28 de Fevereiro de 2016

 

moutinho.jpeg

 

A voz de Pedro Moutinho - segura, serena e vibrante -, a sábia e prévia interiorização dos fados, a composição do som - polido e simultaneamente espontâneo (mérito a partilhar com a produção) -, a escolha sagaz do reportório clássico pelo caminho menos óbvio, a confirmação de Amélia Muge como grande escritora de fados, o notável rigor do acompanhamento instrumental de um ensemble musical sem concorrência à vista, o fraseado, o swing e uma capacidade rara para entrelaçar textos e melodias com conta, peso e medida, a equilibrada gestão do silêncio, bem como aquela sensação única de se estar a escutar um álbum que acabou de ser gravado num único take, irão contribuir para fazer de O Fado em Nós um futuro clássico.

 

 Fado da Contradição

publicado por adignidadedadiferenca às 15:01 link do post
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
29
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
Pelo tema, enquadra-se nela sem grande esforço...
Fausto n e da tetralogia. Mas dolce. Q trata do du...
Parece-me uma boa escolha. O som é bom e a qualida...
blogs SAPO