a dignidade da diferença
05 de Setembro de 2010

 

Muitos de nós temos, sem que algum fundamento racional o explique, um músico, escritor, cineasta ou pintor preferido. Talvez afinidades culturais, estéticas, questões de gosto o expliquem, não sei. Comigo também acontece. Sei a participação e influência que Vincent Van Gogh teve na criação da da pintura moderna. Foi, sem dúvida, uma figura central.

Do lugar cimeiro que ocupa nas minhas preferências já não sei explicar. Nem compreender. Para mim, é apenas o melhor. Luz intensa como a dos quadros de Van Gogh nunca vi em mais pintor algum. Porque é muita a admiração, fica aqui uma pequena recordação.

 

O quarto de Van Gogh em Arles 

 

«Desta vez é muito simplesmente o meu quarto, aqui tem de ser só a cor a fazer tudo; dando através da simplificação um maior estilo às coisas, deverá sugerir a ideia de calma ou muito naturalmente de sono. Em resumo, a presença do quadro deve acalmar a cabeça, ou melhor, a fantasia.»

 

Barcos de Saintes-Maries

 

«Passei uma semana em Saintes-Maries... Na praia de areia, muito plana, pequenos barcos verdes, encarnados, azuis, tão bonitos na forma e cor que faziam pensar em flores. Um homem só navega neles. Estas barcas mal vão ao mar-alto. Elas partem quando não há vento e voltam a terra logo que ele sopre forte.»

 

O café de noite na Place Lamartine

 

«No meu quadro do Café de noite, tentei expressar que o Café é um lugar onde alguém se pode arruinar, enlouquecer ou cometer um crime. Pelos contrastes das tonalidades de um rosa delicado e vermelho-sangue e vermelho-escuro, de um verde suave Luís XV e verde veronês contra um amarelo-esverdeado e azul-esverdeado forte - tudo isto numa atmosfera do rubro de fogo infernal e um amarelo baço de enxofre - quis exprimir o poder tenebroso duma taberna.»

 

As citações de Van Gogh tirei-as de: Walter, Ingo F., Vincent Van Gogh, Visão e Realidade, 1990, Taschen.

publicado por adignidadedadiferenca às 20:06 link do post
Não sei se tens este livro:

http://www.wook.pt/ficha/documentos-para-a-compreensao-da-pintura-moderna/a/id/86389

É uma recolha de depoimentos dos próprios pintores. Um dos meus livros preferidos.
Manuel a 6 de Setembro de 2010 às 14:34
Não. E vou pesquisar. Thanks.
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
15
17
18
20
21
22
24
25
27
29
30
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É falso que o fenómeno tenha ocorrido no preciso m...
Acho que você é quem deveria pensar pela sua cabeç...
Experimente ler "Fátima, Milagre ou Construção?, u...
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
blogs SAPO