a dignidade da diferença
25 de Agosto de 2010

 

 

Voltemos às coisas sérias. No próximo dia 20 de Novembro fará precisamente 100 anos que Tolstoi morreu na estação ferroviária de Astapovo. No ano da efeméride, o JL - Jornal de Letras, Artes e Ideias recorda o seu legado com a publicação de um ensaio de Filipe Guerra, que tem traduzido grande parte da obra do genial escritor russo, a divulgação do testemunho de António Pescada – outro conhecido tradutor de Tolstoi - sobre o seu mais recente trabalho: converter para a nossa língua a obra-prima Guerra e Paz. O quinzenário inclui ainda uma curta mas útil biografia, assim como um texto dedicado à recepção da obra do autor no nosso país.

Na esteira da comemoração que o JL antecipa, nunca será tarde para conhecer, ou recordar, o requinte e a densidade humana (e psicológica) dos textos de Tolstoi, o assombroso escritor que, um dia, decidiu sacrificar a extraordinária carreira literária, a felicidade da sua mulher e a tranquilidade da vida familiar, por uma vida austera própria de quem pretende seguir rigorosamente os princípios morais cristãos.

 

publicado por adignidadedadiferenca às 20:42 link do post
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
16
19
20
22
23
28
30
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
Pelo tema, enquadra-se nela sem grande esforço...
Fausto n e da tetralogia. Mas dolce. Q trata do du...
Parece-me uma boa escolha. O som é bom e a qualida...
blogs SAPO