a dignidade da diferença
06 de Dezembro de 2009

 

A ausência tem sido longa e o tempo é cada vez mais curto, mas aproveito este espaço para vos recomendar algumas das minhas últimas escutas musicais.

Em primeiro lugar, As 7 Últimas Palavras de Cristo na Cruz, onde o génio de Haydn é filtrado por um classicismo rigoroso e pela absoluta emoção interpretativa da Orchestra Of The Eighteenth Century dirigida pelo lendário Frans Brüggen.

 

Uma leitura igualmente notável de Jordi Savall

 

Tom Waits regressa, em Glitter And Doom, com a sua trupe de saltimbancos sonoros e oferece-nos mais uma gravação ao vivo irrepetível acompanhada por uma versão extraordinária de Dirt In The Ground.

 

Dirt In The Ground

 

The Unthanks (das irmãs Rachel e Becky) estabelecem um novo paradigma para a música folk contemporânea no novíssimo Here’s The Tender Coming, que só surpreende quem nunca escutou o anterior e magnífico The Bairns.

 

The Testimony of Patience Kershaw

 

Para o final ficam as obras nacionais. O pianista Júlio Resende destaca-se com um belo, enérgico e, por vezes, silenciosamente contemplativo disco de jazz. Um músico a merecer atenção nos próximos trabalhos.

 

Boom!

 

Foi, finalmente, editada em CD e DVD duplos, a recente reunião ao vivo dos três sobreviventes – para usar uma expressão feliz do crítico João Lisboa – da música popular portuguesa: José Mário Branco, Sérgio Godinho e Fausto. Três Cantos Ao Vivo serve, sobretudo, para compensar aqueles que não puderam estar presentes nos referidos concertos.

Foi um belíssimo espectáculo assinado por três músicos talentosos que evitaram superiormente os perigosos saudosismos que, muitas vezes, ficam associados a este tipo de «celebração». Apenas um reparo para a não inclusão, pelo menos no DVD, da totalidade das canções interpretadas.

Fiquem bem.

 

Trailer do espectáculo

 

 

as últimas 7 palavras de cristo foi, na altura em que as conheci (idos anos 80), das mais marcantes experiências musicais da minha vida. creio que saberá que o próprio haydn as compôs em 3 versões - só para orquestra (le concert des nations / jordi savall), para orquestra, coro e solistas (concentus musicus wien / arnold schoenberg chor / nielsen, hintermaier, rolfe-johnston, holl / nikolaus harnoncourt) e para quarteto de cordas (tátrai quartet).

e nunca me consegui decidir, verdadeiramente, qual destes 3 discos gostava mais.

abraço e bom trabalho. quase de férias de natal, hum? :-)
sem-se-ver a 8 de Dezembro de 2009 às 18:21
«quase de férias de natal, hum?»

Hum, hum. Vai dar para visitar uns bloguezitos de vez em quando. Mas vão são umas férias essencialmente a estudar porque vêm aí as frequências... Para já, está tudo a correr bem.:)
adignidadedadiferenca a 20 de Dezembro de 2009 às 03:06
:-)

tinha a certeza que estaria :~:

felicidades
sem-se-ver a 25 de Dezembro de 2009 às 19:33
Obrigado. :)
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
29
30
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
Pelo tema, enquadra-se nela sem grande esforço...
Fausto n e da tetralogia. Mas dolce. Q trata do du...
Parece-me uma boa escolha. O som é bom e a qualida...
blogs SAPO