a dignidade da diferença
17 de Maio de 2009

 

Numa deliciosa reportagem publicada pelo jornal Público, em meados da década de 90, sobre as carcaças ainda sobreviventes do movimento hippie no nosso país, sai-se com esta (mais palavra menos palavra), um dos entrevistados:

- Sim, continuamos a organizar encontros entre velhos amigos e aproveitamos a ocasião para ouvir muita da grande música que se fez nos anos 60, e que nós adorávamos. Até descobrimos, recentemente, que, afinal, os Byrds não eram tão maus como pareciam (sic)!

Já sabia que aquela malta sempre gostou de viver na lua ou no meio da lama, mas isto, para mim, era demais. Foi o dia em que enterrei, definitivamente, os hippies e toda a cangalhada que levavam atrás.

 

 

Don't Doubt Yourself, Babe

publicado por adignidadedadiferenca às 02:27 link do post
lol Estas embirrações...O mais próximo que estive de ser hippie foi nas 2 ou 3 vezes que fui a Vilar de Mouros. Gostei. Aquilo é no meio do campo e no verão é óptimo. Ainda vi umas carrinhas hippies... Não fumei foi "charros"...
Manuel a 18 de Maio de 2009 às 13:15
Eh eh. Salvo as honrosas excepções da praxe, de um modo geral eles eram mesmo porcos, irresponsáveis e com péssimo gosto musical...
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
16
18
19
22
23
24
26
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É falso que o fenómeno tenha ocorrido no preciso m...
Acho que você é quem deveria pensar pela sua cabeç...
Experimente ler "Fátima, Milagre ou Construção?, u...
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
blogs SAPO