a dignidade da diferença
28 de Maio de 2008

Lamb (1996)

 

 

A propósito de Portishead, tomem lá os Lamb

 

Tanto se tem falado do regresso dos Portishead (aqui só para nós, ainda não me rendi ao álbum), que a vontade de convocar os Lamb foi mais que muita. Dose dupla de carneiro para acabar de vez com a dieta.

 E, por favor,  voltem a escutar o trip-hop (será que isso existe?)  em todo o seu máximo esplendor. Voz de quem está para morrer, fuga desenfreada ao ritmo binário (mais acentuada no segundo disco), pozinhos de jazz e lamentos de Gorecki num tête-à-tête com o som absoluto do silêncio que, antevendo o mais leve rumor de tudo terminar em apaziguamento, entra em rota de colisão frontal com o colorido mágico da maquinaria electrónica numa rotação constante em que entram todos os detalhes sonoros entretanto absorvidos.

 «Dummy» e «Maxinquaye» à parte, não tem concorrência dentro do género.

 

 

gorecki

 

zero

 

publicado por adignidadedadiferenca às 23:13 link do post
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
20
26
31
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
Pelo tema, enquadra-se nela sem grande esforço...
Fausto n e da tetralogia. Mas dolce. Q trata do du...
Parece-me uma boa escolha. O som é bom e a qualida...
blogs SAPO