a dignidade da diferença
29 de Abril de 2010

 

Agora que uma das obras do princípio do século XX que mais contribuiu para o paradigma do romance moderno, o magnífico Berlin Alexanderplatz do escritor alemão Alfred Döblin, foi recentemente publicada pela D. Quixote, vale a pena também relembrar a fabulosa adaptação deste livro, assinada por R. W. Fassbinder, um dos mais controversos e importantes cineastas alemães da segunda metade do século XX.

Duas obras-primas clássicas, uma literária e a outra cinematográfica, que nunca é demais recordar.

 

O livro...
e o filme.

publicado por adignidadedadiferenca às 00:31 link do post
25 de Abril de 2010

 

José Mário Branco/Natália Correia: Queixa das Almas Jovens Censuradas

 

publicado por adignidadedadiferenca às 18:17 link do post
23 de Abril de 2010

 

O Dr. Paulo Otero, professor de Direito Constitucional da Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa, elaborou um teste de Direito Constitucional II em que compara o casamento entre pessoas do mesmo sexo ao matrimónio entre animais domésticos e um ser humano, assim como ao matrimónio entre animais domésticos da mesma espécie. É pena ser posta em causa uma instituição tão prestigiada, mas, pelo menos, ficámos a saber quem são os intolerantes.

 

P.S. E também ficámos a saber que o Sr. Dr. escreve mal a nossa língua. Ora reparem bem no artigo 2º da hipótese: podem (…) um ser humano (!!!).

 

O teste era o seguinte:

 

DIREITO CONSTITUCIONAL II

 

A Assembleia da República aprovou, em complemento à lei sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo, um diploma com o seguinte teor:

 

"Artigo 1° - É admitido o casamento poligâmico entre seres humanos.

 

Artigo 2° - Desde que exista um projecto de vida em comum, podem também contrair casamento um ser humano com um animal vertebrado doméstico.

 

Artigo 3° - Podem ainda contrair casamento dois animais vertebrados domésticos da mesma espécie, desde que exista consentimento dos respectivos donos".

 

a) Se procurasse defender a constitucionalidade do diploma, que argumento utilizaria? (5 vals.)

 

b) E se lhe fosse pedido defender a sua inconstitucionalidade, quais os argumentos que usaria? (7 vals.)

 

 

 

publicado por adignidadedadiferenca às 01:07 link do post
17 de Abril de 2010

 

Cowboy Junkies: The Trinity Session (1988)

 

 

 

Existem bandas (muito) estimáveis cuja carreira fica definitivamente marcada por uma obra impossivelmente perfeita, a qual não deixa sucessão nem grande margem de manobra para o que vier a seguir. Os Cowboy Junkies são uma dessas bandas e The Trinity Session é o marco estético do seu (já) longo percurso musical que, pelo carácter definitivo da sua matriz musical, não admite comparações nem aproximações. The Trinity Session, assinado pelo grupo canadiano em 1988, é um álbum de inacreditável beleza, cujas coordenadas são balizadas pelo silêncio e onde pouco mais se aceita do que sublimares sussurros, ínfimos desenhos melódicos e um acompanhamento instrumental denso e minimalista que recusa a mínima ornamentação. Uma mão-cheia de originais e outra de versões definitivas - como é o caso de Sweet Jane, dos Velvet Underground -, entrelaçadas numa voz assombrosa, contribuíram para o estatuto de culto desta obra magnífica, onde não se admite mais do que pequenas vibrações sonoras como substituto natural do silêncio. Uma obra-prima absoluta que deixou muito pouca descendência e ficou como um anátema que, dadas as circunstâncias, impediu que a banda prosseguisse com uma carreira musical à altura da sua matriz.

 

Sweet Jane, Cowboy Junkies

publicado por adignidadedadiferenca às 13:01 link do post
13 de Abril de 2010

 

Roberto Bolaño

 

 

publicado por adignidadedadiferenca às 11:41 link do post
13 de Abril de 2010

 

The Unthanks

 

The Unthanks interpretam The Beatles

publicado por adignidadedadiferenca às 11:36 link do post
08 de Abril de 2010

 

Pietà (c.1550), Miguel Ângelo

 

Pietà (1570), El Greco

 

 

A pintura de El Greco contém referências a mais de um trabalho de Miguel Ângelo, sendo o mais óbvio uma escultura de grupo de cerca de 1550, sobre o mesmo tema. O artista baseou-se também, provavelmente, numa gravura segundo a escultura, juntando o Calvário e os pregos no primeiro plano.

Ao contrário de Miguel Ângelo, El Greco colocou no vértice da composição triangular a figura da Virgem em vez de José de Arimateia, no qual Miguel Ângelo se retratara a si próprio. Para além disso, o Grego de Cândia deu ao seu quadro um dramatismo que apela às emoções do observador de um modo totalmente Barroco, ao passo que a escultura florentina, mais reservada, aponta preferencialmente para um estado de espírito mais meditativo.

 

Michael Scholz-Hänsel, El Greco, Taschen, 2005 (Tradução de Madalena Paiva Boléo)

publicado por adignidadedadiferenca às 23:40 link do post
04 de Abril de 2010

 

E quando eu pensava que já tudo, mas tudo mesmo, tinha acontecido neste país, eis que leio esta notícia no Expresso desta semana:

 

Entretanto, o fundador do BPP, João Rendeiro, entrou de novo em cena e está a ajudar um grupo de clientes a formar uma associação para entrar com acções contra o Estado e o BdP. Sob Rendeiro recaem suspeitas de ilícitos criminais, como fraude fiscal, falsificação de contabilidade e branqueamento de capitais, tendo sido constituído arguido pelo Ministério Público. E embora este grupo de clientes reconheça que foi lesado por má gestão do BPP, Rendeiro tornou-se um aliado. (…) A Associação de Defesa dos Direitos dos Aforradores (ADDA), a que Ângela Soares vai presidir, “está a ser constituída por um grupo de advogados de Coimbra indicados por João Rendeiro”. (…) Mas há contrapartidas: “Não vamos colocar acções contra ele (João Rendeiro). Há muitos clientes sem dinheiro e a equipa disponibilizada por Rendeiro, embora paga pelos clientes, oferece condições muito especiais”. Não ignora o facto de ter sido” lesada por má gestão do BPP”, mas diz que “quando o Estado e BdP colocaram a mão no banco agravaram a situação e por isso são os nossos alvos”.

 

 

“Oferece condições muito especiais” - Onde é que eu já ouvi esta história? Com esta “aliança” prova-se mais uma vez que o mundo dá muitas e inacreditáveis voltas. E depois esta gente queixa-se de quê?!

publicado por adignidadedadiferenca às 23:58 link do post
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
20
21
22
24
26
27
28
30
subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É falso que o fenómeno tenha ocorrido no preciso m...
Acho que você é quem deveria pensar pela sua cabeç...
Experimente ler "Fátima, Milagre ou Construção?, u...
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
blogs SAPO