a dignidade da diferença
09 de Agosto de 2012

 

 

Depois da contribuição para a escassa mas essencial produção musical dos cinemáticos Blue Nile, Paul Buchanan regressou com o seu primeiro álbum a solo. Se a música dos Blue Nile já era um monumento de rarefação sonora projetada a horas noturnas, Buchanan, neste recente e superlativo Mid Air, amplia infinitamente a estética do silêncio até ao limite da depuração sonora, divulgando o seu conteúdo quase sílaba a sílaba, numa demonstração inequívoca de domínio absoluto do tempo e do espaço musical. Um trabalho cujos elementos da matéria musical se reduzem ao estritamente necessário no qual a mínima vibração instrumental parece francamente excessiva e só virá abalar a estrutura das canções e perturbar definitivamente o ambiente transparente e intimista criado pelo seu autor. Um disco essencial, único e aparentemente irrepetível.

 

publicado por adignidadedadiferenca às 00:08 link do post
Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Não consigo vislumbrar uma ligação directa entre a...
Parece-me que existe uma grande crise de valores e...
Não me parece que a crise de valores ou os valores...
Muito bem! Embora nos dias de hoje e na sociedade ...
Certo; tudo bem que existissem questões políticas ...
Já tive o livro, de facto. Contudo, foi mais ou me...
CaroEstou a procura do livro fatima nunca mais mas...
Não deixa de ser um belo aforismo...
O que é a vida, senão um turbilhão de pensamentos ...
Pelo tema, enquadra-se nela sem grande esforço...
Fausto n e da tetralogia. Mas dolce. Q trata do du...
Parece-me uma boa escolha. O som é bom e a qualida...
blogs SAPO